Tempestade Interna

Tempestade Interna

Cada vez estamos mais conscientes das mudanças internas que temos tido, e das mudanças coletivas e universais que vamos assistindo. Há cada vez mais pessoas conscientes do efeito das suas atitudes, que por muito pequenas que sejam, mudam a realidade do Outro. E aqui, o que faz a diferença é a intenção com que fazemos tudo na vida, pois este ano, 2018/11/2 pede esta elevação na abertura de caminhos individuais que consequentemente abre-se caminhos coletivos, regidos por ações éticas, equitativas, humanitárias, alinhadas pela honestidade e retidão internas. A minorias das pessoas que efetivamente contribuem para um mundo melhor, criam uma sinergia capaz de “compensar” uma maioria ainda pouco consciente ou desperta. Há momentos que achamos que a desgraça é maior que o bem, que a guerra é maior que a paz, que a desonestidade é maior que a Verdade, mas nem tudo o que parece é… pois aqueles que no dia-a-dia no silêncio das suas vidas, agem com a intenção do bem querer, fazem uma diferença de tal forma, que despertam à volta, aqueles que de alguma forma estão fechados nos seus medos e limitações.

Efetivamente, existem vários caminhos para chegar ao propósito de cada um, mas um deles sem dúvida é contribuirmos para o propósito coletivo!

Este ano, convidará a ruir por terra tudo o que está obsoleto, acordos, contratos, profissões, relações, etc, provocando tempestades internas, pois mudar para o desconhecido implica enfrentar o maior turbilhão que existe dentro de nós, o Medo e abdicar de tudo aquilo que considerávamos Verdade ou seguro. Cada um de nós, escolheu estar aqui e agora, fazendo parte deste ruir para voltar a construir, pois neste momento, já ninguém pode continuar a Ser o que Era há uns anos atrás, pois escolhemos evoluir e crescer quer como Seres Humanos, quer como Humanidade. Por isso, nesta tempestade interna, em que vamos assumindo outras verdades alinhadas com o nosso poder pessoal, será frequente agitarmos “águas” à volta, podendo haver mesmo pessoas que nos coloquem em causa de tal forma, que por momentos a dúvida pode tomar conta de nós… mas é aí, nesse momento de dúvida, de Medo, de incerteza que o nosso Eu reclama ser assumido em Verdade, alinhado por uma força interna, como um farol que não sai do seu lugar…. centrado em Si, mantendo o seu foco e a sua luz, sabendo no íntimo, que é no meio da tempestade que os maiores dons e descobertas vêm ao de cima. Lembre-se! É no meio da tempestade e do Medo que os nossos maiores dons estão à espreita, se tivermos a coragem de partir para este escuro e desconhecido, vencendo-nos a nós mesmos e mantendo-nos seguros, centrados na tempestade emocional que tem feito parte da nossa vida.

Neste processo de turbulência, é frequente não dormir bem, andar agitado, insatisfeito, confuso, ter perdas de apetite e até passar por alguns incidentes ao nível da saúde, e porquê? porque estamos a largar camadas que já não nos interessam, mesmo ao nível inconsciente! No entanto, estes sintomas são sinais de que estamos no caminho certo, de nos assumir no meio desta tempestade e de um Novo Eu renascer pleno de Si próprio!

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.