Todos temos uma bússola…

Este ano será frequente termos momentos de impaciência até de algum desespero, pois a vibração do ano oscilará entre momentos rápidos a momentos parados. Estas oscilações são convites ajustarmos e percebermos que temos uma bússola interna, que nos indica o que está obsoleto, o que precisa de ser libertado e o que devemos abraçar em nós, pois evoluir em consciência implica reajustarmos a nossa rota interna. À medida que vamos estando mais atentos, mais desafios são colocados, pois mais dons e potenciais estão à espera de serem revelados.

No melhor sentido, vamos sentindo mais acordados, mais despertos e mais inteiros. A parte mais dolorosa é passarmos por processos de largar velhas camadas, crenças e hábitos que cumpriram um tempo no nosso caminho.

Este processo implica dor pois passa sempre pelo nosso plano emocional e pelas ligações que temos, e por tudo aquilo que temos como dado adquirido, mas para viveres em Verdade, em Verdade serás convidado a fazeres as tuas escolhas guiando-te pela tua bússola – coração 

 

 

 

Deixe um Comentário

Your email address will not be published.